1 de ago de 2011

Quero-te!


Quero-te!

Tenho presa...
Não espero...
Atiças...
Meu corpo
Ao teu colado
Transborda
Sensualidade
Em delícias...
Respingos
suores...
Em espasmos...
Trepida e morna...
Entrego-me!
em quenturas
que aflora...
fico insone...
e de ti...
sinto fome...
Morro e renasço
De tanto te querer...
Vem!
e silencia-me com
os teus beijos...
nessa volúpia em
vontades e desejos...
toca-me devagar...
e sinta-me
nesse balanço
Do prazer...
Faça-me tremer...
corpo e alma
em junção...
que sempre
culmina nesse
ato prazeroso...
Eu e tu!
nesse vaivém
em carícias de
paixão em fogo...

(Lu Lena)